Pneumonia foi a doença que mais matou crianças na Bahia em 2022

24/01/2023 - 13:13
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Reportagem do Correio* relata que a pneumonia se tornou a doença a mais letal para crianças na Bahia em 2022. Dados coletados junto à Secretaria Estadual da Saúde (Sesab) mostram que houve um aumento de 341% nas mortes pediátricas em decorrência da infecção, no ano passado, quando comparado a 2021.

Ao todo, 53 crianças entre 1 a 4 anos morreram entre janeiro e dezembro de 2022 por pneumonia. O total representa 13,1% dos 405 óbitos registrados para essa faixa etária ao longo do ano. No mesmo período, em 2021, o estado registrou 12 mortes pela doença pulmona. No ano retrasado, a principal causa de mortes infantis foi a “doença por vírus”.

Para o imunologista pediátrico Celso Sant’Ana, a alta letalidade da pneumonia entre os pacientes mirins é resultado, sobretudo, do retorno da socialização após dois anos de isolamento, período em que as crianças tiveram aulas remotas. Ele explica que durante a quarentena não houve superexposição a bactérias devido ao menor convívio com outras pessoas. O retorno do contato contínuo propicia aumento da transmissão de doenças, ainda mais para um público que tem o sistema imunológico mais frágil.

“Tenho visto isso, em termos de emergência, como se fosse consequência da explosão de casos de virose no período de abril para cá. Na pandemia, as crianças ficaram em casa e praticamente não houve essa superexposição de quando vão para o colégio”, associa.

Blog do Gusmão Neto

Última do Blog
Governo marginaliza setor de entretenimento como estratégia de inviabilizar eventos sem se indispor com proibição

Artigos

O imponderável mundo novo
O imponderável mundo novo
Por Roberto Amaral
Entrevistas
Por Luís Antônio de Lima Andrade
Sua saúde e bem-estar estão diretamente ligados à sua tireoide

Mais em