Prefeitura entrega 24 mil kits escolares com tênis, mochila e outros itens para alunos das escolas parceiras de Salvador

03/07/2024 - 14:00
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Foto: Foto: Valter Pontes / Secom PMS

A Prefeitura de Salvador iniciou nesta segunda-feira (1º) a distribuição de 24 mil kits com material escolar completo para os alunos das creches e escolas infantis parceiras da capital baiana. O evento simbólico, com a presença do prefeito Bruno Reis e do secretário de Educação (Smed), Thiago Dantas, ocorreu no Centro de Integração Familiar (Ceifar), uma das várias instituições conveniadas à Rede Municipal de Ensino, no bairro de Tancredo Neves.

O material escolar é o mesmo que foi distribuído, no primeiro semestre do ano letivo, às crianças atendidas pela rede própria de ensino do município, contendo pares de tênis, mochila, fardamento completo, livros didáticos, pasta, caderno, estojo, lápis de cera, lápis de cor, borracha, entre outros itens fundamentais para o dia a dia da educação. Para tanto, a Prefeitura investiu na aquisição, por meio da Smed, mais de R$4,5 milhões.

Bruno Reis lembrou que, historicamente, a Prefeitura se comportava como repassadora dos recursos do Fundeb para as escolas parceiras. “Estamos falando de um universo grande de crianças que, depois, virão para a rede própria de ensino de Salvador. Então, eu passei para Thiago Dantas, nosso secretário, essa missão: precisávamos de uma visão do todo, de uma visão única, para que fôssemos uma única estrutura. A gestão tem as suas escolas próprias, mas vocês, das escolas parceiras, realizam um trabalho fundamental”, disse.

“Por isso, decidimos ir além e iniciar uma parceria para que as escolas, antes comunitárias, sejam integradas e façam parte da nossa rede. A primeira medida é esta aqui: oferecer o mesmo material escolar para as escolas parceiras. As escolas de Salvador nunca receberam um kit tão completo como este. Eu quis dizer às famílias: não se preocupem, podem usar o dinheirinho extra que vocês recebem, porque agora a Prefeitura vai dar um material completo para os seus filhos”, completou Bruno Reis.

A distribuição dos kits escolares foi um compromisso assumido pelo prefeito Bruno Reis no início deste ano, quando anunciou uma série de avanços na relação com as escolas parceiras. Outra novidade é que a gestão municipal vai pagar, com recursos próprios, uma parcela extra, equivalente a uma 13ª parcela dos repasses federais, para que as unidades possam realizar investimentos em infraestrutura pedagógica.

“Aqui, o prefeito vem cumprir um compromisso, uma palavra que foi dada, de estender para as escolas parceiras o mesmo tratamento que é dado à rede própria. E hoje isso está sendo materializado com a entrega do mesmo kit escolar distribuído aos alunos da rede municipal de ensino. Ou seja, o mesmo tênis, a mesma mochila, o mesmo estojo, tudo também foi disponibilizado gratuitamente às escolas parceiras”, disse o titular da Smed, Thiago Dantas.

Como aponta o secretário, a aposta no novo relacionamento foi certeira: de 2023 para 2024, o número de alunos matriculados nas escolas conveniadas cresceu em 2 mil. “Passamos por uma grande reformulação desta parceria e os números são impressionantes. A gente teve um crescimento de escolas parceiras, que saíram de 139 em 2023 para 162 neste ano. Enfim, a proposta de tratar as escolas parceiras como rede é um sucesso”, disse.

Até o início do segundo semestre do ano letivo, no dia 8 de julho, serão entregues 24.377 kits escolares, 8.560 pares de tênis, 7.998 mochilas e 7.226 kits de fardamento contendo camisetas de regata e de manga e bermudas. Serão beneficiadas 162 unidades escolares credenciadas junto à Secretaria Municipal da Educação (Smed).

Parceria – O Centro de Integração Familiar atende crianças da região de Tancredo Neves há 30 anos. Atualmente, a unidade tem 293 alunos matriculados, de 3 a 5 anos. Segundo a gestora da instituição, Maria Raquel Gomes, a entrega dos kits escolares é um marco na história das escolas parceiras. “É a realização de um sonho, de uma luta que vem há muitos anos, e é o reconhecimento ao nosso movimento”, disse.

“A gente já teve vários casos de alunos que voltam para casa sem fazer a tarefa porque não tinham lápis. Infelizmente, boa parte das famílias não têm condições de providenciar um kit escolar para as crianças, e a gente da escola precisa dar um jeito e arrumar. Então é um divisor de águas, algo que vai nos ajudar muito, só temos a agradecer pelo olhar atento da Prefeitura às escolas parceiras”, completou Maria Raquel Gomes.

Antigamente chamadas de ‘comunitárias’ e hoje tratadas pela Prefeitura como parceiras, as escolas conveniadas prestam um importante papel para a educação pública de Salvador, sobretudo na Educação Infantil. As instituições atendem cerca de 22 mil alunos de 0 a 5 anos na capital baiana – destas, mais da metade estão em aulas em tempo integral.

Ailton Moura, diretor-geral da Associação de Escolas de Educação Comunitária (AEEC), destacou os avanços: “Eu tenho 20 anos militando na área da educação comunitária, e a gente sabe toda a dificuldade que temos de reconhecimento. As escolas comunitárias precisam de estrutura, até porque, depois, essas crianças vão para a rede municipal. E, em todos estes anos de caminhada, eu digo que essa atual gestão municipal foi um diferencial na relação com a educação comunitária, porque deu possibilidade para a gente se equipar e se estruturar”, afirmou.

A artesã Alana Cerqueira, de 29 anos, é moradora de Tancredo Neves e mãe de Zuria Aiara, de 3 anos, aluna do Ceifar. Segundo ela, a entrega dos kits foi fundamental: “Acho legal, especialmente para quem não tem condições de comprar o material escolar”, disse.

Já Ivonete de Assis é avó de Nicole Oliveira, de 5 anos, que estuda no Ceifar há três anos. “Eu acho que esse kit vem em boa hora e é uma grande ajuda, porque tem vários pais que estão desempregados e hoje não recebem nenhum auxílio do governo. Então foi uma grande iniciativa da Prefeitura, eu gostei muito dessa ideia e acho que vai ajudar muita gente que está necessitada”, afirmou.

Outro avanço anunciado pelo prefeito no início deste ano é que o contrato com as escolas parceiras agora será de 24 meses, com a possibilidade de renovação, o que dará melhor capacidade de execução e de planejamento para as instituições. Outra novidade é que os profissionais de ensino das escolas conveniadas também poderão participar dos cursos de qualificação continuada oferecidos pelo Centro de Formação Emília Ferreiro, assim como os professores da rede própria de ensino.

Blog do Gusmão Neto

Última do Blog
Passou no teste: Bruno Reis experimenta seu primeiro momento popular

Artigos

A importância da Câmara na construção de uma cidade melhor
ministro-696x456
Por Presidente da Câmara, vereador Carlos Muniz (PSDB)
Entrevistas
Por Luís Antônio de Lima Andrade
Sua saúde e bem-estar estão diretamente ligados à sua tireoide

Mais em